Estadão às 5: Ideia de jerico

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Reunir-se secretamente com o diretor da Polícia Federal (PF), Fernando “Por qué no te callas?” Segóvia, e o subchefe da Casa Civil para Assuntos Jurídicos, Gustavo Rocha, na semana em que terá de responder a 50 perguntas encaminhadas por aquela autoridade policial, que o investiga por participação em favores prestados a uma empresa no Porto de Santos, foi mais uma ideia de jerico do presidente Temer, similar às que já teve antes, ao receber Joesley Batista, da JBS, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Pilhado pelos jornalistas, ele se viu forçado a introduzir o encontro na agenda oficial e dar uma desculpa pra lá de esfarrapada: de que trataram de segurança pública e segurança de fronteira, que não são atribuições do advogado encarregado de sua defesa nos processos a que responde, mas, sim, o ministro da Justiça. Este foi um dos temas comentados por mim no programa Estadão às 5, transmitido do estúdio da TV Estadão no meio da redação do jornal, apresentado por Adriana Ferraz e retransmitido pelas redes sociais Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook na segunda-feira 15 de janeiro de 2018, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique no link abaixo:


Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/ideia-de-jerico/

Facebook
X
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine a nossa newsletter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

José Nêumanne Pinto

Blog

Jornal Eldorado

Últimas Notícias

Últimas Notícias