DIRETO AO ASSUNTO: Sobre a polêmica da USP

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

“O departamento de marketing do SBT tem recebido uma enxurrada de e-mails de grevistas da USP pedindo minha demissão a pretexto de eu ter pregado no telejornal matutino que eles deveriam “levar tiro”. Veja o vídeo do comentário, ouça a frase correta: “deviam tomar tino”. E conheça o grau de canalhice, surdez, ignorância e patrulhismo político d-essa gente.” José Nêumanne Pinto

ANOTAÇÕES DE JOSÉ NÊUMANNE

Em 2005, recebi o prêmio Senador José Ermírio de Moraes pelo melhor livro de 2004, pela primeira vez um romance, O silêncio do delator. Ao recebê-lo, fiz um discurso convocando os acadêmicos à luta contra a degradação da língua portuguesa, que tem sido vilipendiada na universidade, nas escolas em geral, nos meios de comunicação e até na literatura.

Aqui temos exemplos de que o trabalho para destruir “a última flor do Lácio inculta e bela” é realizado com a cumplicidade da universidade. Leia duas provas de como a língua portuguesa está sendo mais uma vítima da greve da USP.

Como já lhe informei antes, encerrei um comentário no Jornal do SBT – Manhã, afirmando: “Hermano, essa turma devia tomar tino”. A partir daí, se desencadeou uma campanha furiosa e difamatória contra mim com a afirmação falsa de que eu tinha conclamado a polícia a atirar nos grevistas. Não adianta distribuir o vídeo mostrando o comentário verdadeiro. Pois apareceu até uma testemunha ocular e auricular de que eu teria dito levar tiro, e não tomar tino.

Sob o título de Amigo jornalista e poeta, recebi mensagem da tal testemunha, que se diz professor de história ([email protected]). Se for mesmo, imagine o nível de suas aulas. Primeiro, pela devoção que ele demonstrou pela veracidade dos fatos. Depois, pelo uso que faz do vernáculo. Veja a frase que ele me atribuiu: “esses grevista devem ser combatido com força pela polícia e tiros”. Ela trai a imaginação do historiador e também seu vocabulário escorreito. Outras pérolas como hora no lugar de ora, pensamento como os seus, estarão sempre relegado. (atenção para a vírgula separando o sujeito do verbo, é original dele). Sem contar a confusão esdrúxula do raciocínio dialético da mensagem. E repare que o ilustre docente me acusa de analfabetismo intelectual, seja lá o que for isso. E ainda me manda um abraço.

Não se assuste, pois isso tudo é café pequeno comparado com o que logo abaixo transcreverei e que me foi dirigido por um tal de Walter Mannochi ([email protected]). Para facilitar sua vida, apenas chamarei atenção para a forma “original” com que grafou as palavras mais elementares da língua portuguesa. Só por isso já é possível chegar a uma conclusão aproximada sobre o grau de intimidade dessa gente com a língua de Machado, Eça e Pessoa.

Desculpe-me lhe repassar esse lixo, mas serve para mostrar a quantas anda o nível do ensino universitário brasileiro. Essa maciça produção intelectual foi produzida como resposta a um comentário meu sobre a greve da USP. Portanto, é de presumir que os signatários das pérolas abaixo têm alguma relação com aquela antigamente respeitável instituição universitária. O título da mensagem é tendeciosidade, seja lá o que for isso. Chamo sua atenção para acessor, imprenssa e sobretudo a preciosidade prenteção.

Eis a mensagem do historiador, colada tal como a recebi, sem a troca de um só sinal gráfico:

Jornalista Neumanne Pinto, em alguma dessas manhãs ao me preparar para mais um dia de aula, fiquei estupefato, ao escutar um comentário do senhor sobre o movimento grevista da USP, disse o senhor “esses grevista devem ser combatido com força pela policia e tiros”.

Hora meu caro jornalista, bem sabe que manifestações fazem parte da raiz democrática da civilização ocidental, civilização esta construída por continuidade e rupturas (materialismo dialético), pondo que excede muitas vezes as regras rígidas da inflexibilidade, portanto a base do desenvolvimento de uma sociedade.

É evidente, o senhor como representante intimo dessa política de cabresto típica do coronel sertanejo jamais conseguira entender e quiçá adotar na vida.

Claro, pensamento como os seus, (vírgula separando sujeito de predicado) estarão sempre relegado ao analfabetismo intelectual e esquecido no máximo servir de chacota por parte de quem usa a inteligência.

Um abraço

Historiador Alexandre Di Filippo

E a outra à qual me referi acima:

Jose: ´Fáz muito que estou entalado na garganta para te dizer umas verdades. Ze, voce como jornalista e comentarista é um raivoso nojeto, canalha, ordinário, pusilanime, idiota e covarde tendencioso ao soltar toda sua acidez contra o Lula. Voce deveria lavar sua imunda bôca com uma forte agua sanitária e tomar vacina anti-rabica, antes de falar deste governo, que junto com Jucelino é o melhor presidente que ja surgio, seu imbecil.

iTenhoTenho certeza de que voce faz isto para agradar esse caloteiro dos precatórios que é esse indecente politico Jose Serra. Sua prenteção com certeza é arrumar um cargo de acessor de imprenssa na pretença vontade do Serra de ser prepresidendete, caso que não se confirmará, pois o povo não permitirá. Tenha certeza que vou começar a pegar no pé do Silvio Santos,para não permitir que um tendencioso anti-ético, continue fazendo criticas azedas´só porque não gosta da pessoa

O comentário que provocou a fúria dessa nata da intelectualidade uspiana é o que se encontra nesta página.

Desculpe pelo desabafo e tenha uma boa tarde,

Nêumanne

Facebook
X
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine a nossa newsletter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

José Nêumanne Pinto

Blog

Jornal Eldorado

Últimas Notícias

Últimas Notícias