Comentários no Estadão às 5: Tragédia surrealista

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Na segunda metade do século passado, o mundo encantou-se com uma escola literária latino-americana chamada de “realismo mágico” na qual muitos escritores brilharam. E o Brasil, que não teve participação muito destacada nessa tradição, agora dá uma contribuição a essa espécie de crônica da tragédia anunciada. A mesa da ceia profana em torno de Alckmin para estancar a sangria da Lava Jato; o suspeito que apoia o tucano, mas queria mesmo era votar em Lula; o presidente que voa para fora do País sem necessidade e volta correndo para evitar que um aliado insignificante não fique inelegível; e um presidiário articulando nas férias candidaturas de um partido que se diz socialista e se solidariza com um assassino de dissidentes são cenas desse sórdido surrealismo tropical. Esta foi a linha de meus comentários no programa Estadão às 5, transmitido do estúdio da TV Estadão no meio da redação do jornal, retransmitido por Youtube, Twitter e Facebook e ancorado por Emanuel Bomfim na sexta-feira 27 de julho de 2018, às 18 horas.

Para ver o vídeo clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/tragedia-surrealista/

Facebook
X
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine a nossa newsletter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

José Nêumanne Pinto

Blog

Jornal Eldorado

Últimas Notícias

Últimas Notícias